quarta-feira, 22 de setembro de 2010

Churrasco no disco

De vez em quando é interessante variar os sabores de um assado.
Ficar sempre com o tradicional churrasco "espetado" pode ser viciante!
Por isso que no dia 11 de setembro tirei do armário meu disco e resolvi usa-lo; explico.
O disco de arado é uma peça usada em grandes tratores com o propósito de "arar" a terra, revirando e preparando a terra para o plantio; quando estes grandes discos são trocados, alguns vão parar em casas de antiguidade e outros nas casas de churrasqueiros, eu sou um desses casos!




Dito isso, vamos ao que interessa.
Você pode preparar diviersos tipos de carnes (aves, gado, peixe, miúdos) ou até ser mais arrojado e preparar um carreteiro, parrillada, etecétera e tal....
Segue algumas dicas do Cheff:
1) Prepare o disco; eu passo uma lixa e depois lavo com água e sabão. Não passe aditivos e detergentes!
2) O fogo; faça o fogo usando preferencialmente lenha de acácia. Elas mantém a brasa e chama por mais tempo. Ponha o disco para aquecer uns 30 minutos antes de servir; esta etapa deverá ser feita 1h antes de chamar o pessoal para comer!
3) Importante! Antes de começar a grelhar as carnes, jogue no disco as gorduras que vc retirou da carne, assim, o disco ficará "untado" e pronto para receber as peças sem que elas grudem no ferro.
3.1) Polvilhe um pouco de sal grosso (uma colher de sopa cheia) onde vc for colocar as carnes de gado, antes de servir, bata a fim de retirar o sal.
4) Durante o manuseio e preparo dos alimentos, cuide para que as labaredas do fogo nunca ultrapassem 2 palmos, se as chamas ficarem muito altas as carnes ficarão tostadas e queimadas!
5) Depois de usar o disco, lava-o no mesmo dia com água e sabão.
Carnes que usei:

Lingüiça do bola (forte) e salsichão Lebon cortados ao meio.
Sobrecoxas de frango super ultra temperado (o tempero eu posto, aguardem).
Entrecot Hereford (caríssimo, mas muito bom!).
Padalho, não pode faltar o pão de alho (ver minha receita no blog).
O resultado da brincadeira é um saboroso rodízio de carnes em casa!


Ajudantes:
A cachorra mais chata e charmosa do mundo, a nossa labradora Kaya e minha filha, Gabriele.


Buenas, ficou ótimo e muito saboroso.
Abraço,
Leonardo Goellner
PS: participaram desta empreitada a minha super girl Eliane Guimarães, Gabriele, Jessy, Ronald Kopte, Débora, Sophia, Kaya, Vida, Rebeka e Dominique.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado pela tua participação.

Postar um comentário